EXERCÍCIOS 2016

2° TRIMESTRE

GABARITO - O TEXTO E O LEITOR, P. 140 E 141

 

1.    A tecnologia exercita o cérebro, ajudando no

raciocínio, como se fosse uma ginástica.

2.  É “exercitar”.

3.   Poderia ser sobre celular, roupas, computador,

internet, corpo, jóias, veículo.

4.  a) É “perfeccionista”.

b) O assunto abordado no texto será pessoas perfeccionistas, que exigem demais de si mesmas e dos outros.

PALAVRAS PROIBIDAS NA PROVA E NA INTERPRETAÇÃO: VOCÊ E COISA!!!!

5.   a) São “mais espertos”.

b) As palavras já antecipam a visão positiva da reportagem sobre a tecnologia na vida dos jovens.

6. a) Foram “boa notícia” e “altamente positivo”.

b) Revela que a reportagem irá mostrar aspectos positivos no uso da tecnologia.

7. São de um escritor americano da área tecnológica e de um neurocientista da Unifesp.

8. Elas são favoráveis à tecnologia.

9. Como são especialistas, os entrevistados causam maior credibilidade ao assunto.

10. Indicam que a internet usada sem excessos é positiva.

COMPARAÇÃO ENTRE OS TEXTOS

1.    a) Ambas as reportagens tratam de assuntos

relacionados aos jovens.

b) A primeira dirige-se a jovens e a segunda, a adultos.

c) A primeira é mais informal e a segunda, mais formal.

d) Ocorre uma adequação entre suporte (Folhateen / Veja), leitor e linguagem.

e) Foram boxes, depoimentos, estatísticas.

 

ATENÇÃO: ESCREVA EM SEU CADERNO SOMENTE AS RESPOSTAS INTEIRAS, A LÁPIS.

 

1. Passe as frases para o pretérito imperfeito do Indicativo:

a) Na Av. Paulista, desponta o MASP.

b) Ela sempre empresta seus lápis de cor para os esquecidos da classe.

c) É considerado um cartão-postal do Rio de Janeiro o Cristo Redentor.

d) Construções antigas, no Brasil, não adquirem tratamento condizente com sua importância.

 

2. Passe as frases para o pretérito perfeito:

a) Em São Paulo, um galo canta às 4h da manhã.

b) O seu canto incomodava um morador do lado.

c) Irritado, o vizinho reclamava do galo.

d) O galo e seu dono não se importavam com as ameaças.

 

3. Passe as frases do exercício anterior para o pretérito mais que perfeito.

 

4. Passe as frases para o futuro do presente:

a) Os repórteres entrevistam os atores de teatro.

b) Os dançarinos estreiam no Teatro Municipal.

c) A feirinha trouxe comidas típicas da região.

d) Enfrentamos o medo da solidão.

 

5. Passe as frases do exercício anterior para o futuro do pretérito.

 

6. Complete as frases com verbos do modo subjuntivo. Atenção à correlação verbal. Ou seja, como há dois verbos, é necessário ficar atento ao tempo que aparece para, então, empregar adequadamente a forma verbal a ser completada:

a) Talvez nós nem * para casa hoje. (voltar)

b) Pedi que nos *, pois queríamos ir com eles. (esperar)

c) Se * cedo, encontrarão seu pai aqui. (chegar)

d) É provável que amanhã nós não * à aula. (comparecer)

e) Os professores pretendem que todos * bons textos. (produzir)

f) Quando todos voltarem, nós já * longe. (estar)

g) Desejo que você * feliz eternamente. (ser)

h) Romeu e Julieta queriam que seu amor * certo. (dar)

i) Era necessário que todos nós * ao questionário. (responder)

j) É necessário que todos nós * ao questionário. (responder)

k) Seria necessário que todos nós * ao questionário. (responder)

 

7. Liste todos os verbos da tirinha e classifique-os quanto ao tempo e ao modo.

8. Grife os advérbios e locuções advérbiais e os classifique. Copie as frases e pule uma linha de um item para o outro para poder responder abaixo.

a) Partiu hoje, mas voltará amanhã.

b) De vez em quando, aparece alguém por aqui para visitá-lo.

c) Solitário, andava a esmo. De repente surgiu-lhe a ideia  de comprar um presente. Com certeza ela iria gostar muito dele.

d) Talvez entrasse à direita e assim certamente de longe já avistaria a pequena casa branca.

e) Jamais usaria tanta violência!

 

9. Diferencie a locução adjetiva (refere-se ao substantivo) da locução adverbial (refere-se ao verbo, ao adjetivo ou ao próprio advérbio):

a) Da varanda, Luís notou algo estranho na sala de jantar.

b) O aluno do 7º ano costuma ir de ônibus ao colégio.

 

10. Identifique os advérbios e locuções adverbiais da tirinha (ex. 7) e classifique-os.

ESTUDO DE RECURSOS POÉTICOS EM CANÇÃO - questões 11 a 15

Socorro

Arnaldo Antunes

Socorro!
Não estou sentindo nada
Nem medo, nem calor, nem fogo
Não vai dar mais pra chorar
Nem pra rir...

Socorro!
Alguma alma mesmo que penada
Me empreste suas penas
Já não sinto amor, nem dor
Já não sinto nada...

Socorro!
Alguém me dê um coração
Que esse já não bate nem apanha
Por favor!
Uma emoção pequena, qualquer coisa!
Qualquer coisa que se sinta...
Tem tantos sentimentos
Deve ter algum que sirva
Qualquer coisa que se sinta
Tem tantos sentimentos
Deve ter algum que sirva...

Socorro!
Alguma rua que me dê sentido
Em qualquer cruzamento
Acostamento, encruzilhada
Socorro! Eu já não sinto nada...

Socorro!
Não estou sentindo nada [nada]
Nem medo, nem calor, nem fogo
Nem vontade de chorar
Nem de rir...

Socorro!
Alguma alma mesmo que penada
Me empreste suas penas
Eu Já não sinto amor, nem dor
Já não sinto nada...

Socorro!
Alguém me dê um coração
Que esse já não bate
Nem apanha
Por favor!
Uma emoção pequena qualquer coisa!
Qualquer coisa que se sinta...
Tem tantos sentimentos
Deve ter algum que sirva
Qualquer coisa que se sinta
Tem tantos sentimentos
Deve ter algum que sirva...

 

11. Interprete a primeira estrofe da canção.

12. O que se entende por "alma penada", na segunda estrofe? Por que o eu lírico pediria emprestadas suas penas?

13. "Socorro! / Alguém me dê um coração / Que esse já não bate nem apanha". Reflita sobre esses versos e analise o emprego polissêmico (com mais de um sentido) de "bate" e "apanha", no trecho.

14. Selecione as palavras de mesmo campo lexical (mesma área de conhecimento) na 4a. estrofe. Em seguida, levante hipóteses para a escolha dessas palavras.

15. Para finalizar este estudo, reflita a respeito dos conflitos do eu lírico e procure identificar as possíveis causas deles.

REVISÃO MORFOLÓGICA

16. Classifique as palavras em destaque em adjetivo/advérbio/locução adjetiva/locução adverbial:
 
a. Faça isso direito!
 
b. Entrou pelo lado direito.
 
c. Pagou caro pelo carro.
 
d. É um carro caro.
 
e. Breve nos veremos.
 
f. O discurso do presidente foi breve.
 
g. Vem à escola de carro.
 
h. O passeio de carro lhe fez bem.
 
i. Chegava à escola logo cedo.
 
j. Os muros da escola foram pintados.

 

17. Reescreva as frases, trocando as locuções adverbiais por advérbios:

a. Recebeu-nos com afeto.

b. Agiu com cautela.

c. Sempre canta com prazer.

d. Ofendeu a todos sem distinção.

e. A política econômica atinge a todos sem piedade.

f. Resolveu os problemas aos poucos.

g. Estava lá por acaso.

h. Agia com frieza.

i. Tudo aconteceu de repente.

j. Pássaros vêm aqui com frequência.

LEMBRE-SE: O ARTIGO É UM GRANDE COMPANHEIRO DO SUBSTANTIVO! 

PROCESSO DE SUBSTANTIVAÇÃO: OCORRE, QUANDO O ARTIGO SE LIGA A OUTRAS CLASSES GRAMATICAIS, QUE NÃO O SUBSTANTIVO.

18. Analise os casos abaixo e identifique o processo de substantivação. Explique cada um deles.

A. É um falar que não tem fim.

B. O assalariado vive um sofrer interminável.

C. O aqui e o agora nem sempre se combinam.

ESTUDO DE POEMA

TRADUZIR-SE

Uma parte de mim

é todo mundo:

outra parte é ninguém:

fundo sem fundo.

 

Uma parte de mim

é multidão:

outra parte estranheza

e solidão.

 

Uma parte de mim

pesa, pondera:

outra parte

delira.

 

Uma parte de mim

é permanente:

outra parte

se sabe de repente.

 

Uma parte de mim

é só vertigem:

outra parte,

linguagem.

 

Traduzir-se uma parte

na outra parte

- que é uma questão

de vida ou morte -

será arte?

Ferreira Gullar

Compreensão e interpretação do poema

19. Pesquise o significado das palavras abaixo, para auxiliá-lo na compreensão do poema:

a. pondera (ponderar) –

b. vertigem –

 

20.  EU-LÍRICO é o ser que se manifesta no texto expressando sua subjetividade (sentimentos e pensamentos). Como pode ser caracterizado o eu lírico do poema? Escreva um trecho que comprove sua resposta.

 

21. Traduzir pode significar representar, manifestar, revelar, explicar, demonstrar, simbolizar, interpretar. Com qual (is) significados o termo poderia ser associado? Argumente.

 

22. Interprete os seguintes versos:

a. “Uma parte de mim pesa, pondera

Outra parte delira”.

 

b. “Uma parte de mim é permanente

Outra parte se sabe de repente”.

 

c. “Uma parte de mim é multidão:

outra parte estranheza e solidão”.

 

23. Analise a linguagem figurada do verso abaixo e interprete o "pedido" do poeta Fernando Pessoa. Em seguida, faça a relação entre o verso abaixo e o poema "Traduzir-se", de Ferreira Gullar.

PREPOSIÇÕES

24.Copie as frases, completando os espaços com a preposição ou combinação da preposição adequada:

a. Ela era a única mulher _______________ competição.

b. Seus sapatos são iguais _______________ meus.

c. Ela teve certeza ___________________ sua aprovação ______________ vestibular.

d. Você pôs meu nome _______________ lista _________________ interessados?

e. O filho era muito preocupado _____________ sua mãe; vivia telefonando _________________ ela.

 

25. Classifique o A como preposição ou artigo definido:

a) Começou A correr da chuva.

b) A realidade o levou A considerar novas possibilidades.

c) Sempre ia A pé ao colégio, onde encontrava A namorada.

d) Sempre obedece A seus pais, aguardando obedientemente A ordem.

 

26. Há, abaixo, usos indevidos de preposições. Explique por que isso ocorre em cada caso e corrija-os.

a. Você tem remédio para dor de cabeça?

b. Escondeu o objeto sobre a cama.

c. Ela está no telefone há meia hora.

d. Venha se sentar na mesa para comer!

e. O restaurante faz entrega a domicílio.

 

27. Aponte, na tirinha, duas inadequações da linguagem. Comente-as e depois as corrija.

ACENTUAÇÃO GRÁFICA

 
 ATENÇÃO AOS "PASSOS":
1° - VERIFIQUE SE A PALAVRA É OXÍTONA, PAROXÍTONA OU PROPAROXÍTONA;                                                               
2° - LEMBRE-SE DA REGRA;
3° - VOLTE À PALAVRA E VEJA SE A REGRA SE APLICA A ELA.

 

28. Acentue as palavras nas frases abaixo:

a. Hoje, ninguem telefonou para voce.

b. La, e visivel a paciencia dos japoneses.

c. Ha um historico terrivel da ignorancia daquele povo.

d. O habito de usar tecnicas novas o favoreceram.

e. Os hospedes foram entrevistados pelo reporter em Belem.

f. O exercicio fisico favorece os biceps e os gluteos.

g. O juri considerou culpado o medico devido ao mau uso do forceps.

h. Lampadas novas foram dificeis de achar ali.

i. Em Parati, tambem existem sabias protegidos pela policia.

j. O publico exigiu onibus  novos. Que inocencia!

k. A ironia da melancia... Cuidado!

 

29. Transcreva todas as palavras acentuadas do exercício anterior e justifique.

MODELO: AUTOMÁTICO – todas as proparoxítonas são acentuadas.

 

30. São acentuadas graficamente pela mesma razão as palavras da opção:

a) há - até - atrás

b) história - ágeis - você

c) está - até - você

d) ordinário - apólogo - insuportável

e) mágoa - ícone – número

 

31. Assinale a opção em que os vocábulos obedecem à mesma regra de acentuação gráfica:

a) pés, hóspedes

b) sulfúrea, distância

c) fosforescência, provém

d) últimos, terrível

e) satânico, porém

ATENÇÃO: COPIAR FICHA 12 NO CADERNO, A CANETA E LINDO!

FICHA 12 – PRÁTICA DE ESCRITA: ACENTUAÇÃO E ORTOGRAFIA

 

  •  I/U TÔNICOS DE HIATO: quando houver hiato e I ou U ficarem sozinhos na sílaba ou seguidos de S, levarão acento.

Ex.: sa-í-da/   sa-ú-de      /     sa-ís-te

 

  • ELE TEM (singular, 3ª pessoa) / ELES TÊM (plural, 3ª pessoa)

Ex.: Meus irmãos, no dia a dia, têm a péssima mania de deixar a toalha molhada sobre a cama.

Ex.: Não sabemos se aquela cidade tem posto de saúde bem aparelhado.

 

  • ELE VEM (singular, 3ª pessoa) / ELES VÊM (plural, 3ª pessoa)

Ex.: O jornaleiro vem aqui todas as manhãs.

Ex.: Desde que abrimos a cafeteria, as pessoas sempre vêm aqui depois do trabalho.

 

  • ELE VÊ (singular, 3ª pessoa)  / ELES VEEM (plural, 3ª pessoa)

Ex.: Quando ela vê o moço passar, fica encabulada...

Ex.: Eles sempre veem o Carnaval de sua janela.

 

ANÁLISE SINTÁTICA

32. Classifique os enunciados abaixo em frase ou frase e oração:

a. Na rua, nenhum pedestre.___________

b. Não encontro meu tênis! ____________

c. Boa tarde! ______________

d. Haverá disputa eleitoral neste ano. __________

e. Já me apaixonei antes. __________________

 

33. Classifique os períodos abaixo em simples ou compostos:

a. Os ônibus circulam normalmente nesta manhã.

b. Ontem, nós jantamos fora e fomos ao cinema.

c. A violência, nos grandes centros, tende a subir, com a falta de empregos.

d. A chuva inundou lamentavelmente as regiões ribeirinhas da região Sudeste.

 

34. Separe o sujeito e o predicado:

a. São Paulo e Minas Gerais são estados com culinária deliciosa.

b. Os japoneses evitam gordura em sua alimentação.

c. Não encontrei minha colher de pau!

d. A culinária francesa usa normalmente manteiga.

e. Encontrei minhas amigas felizes e satisfeitas.

f. Fomos à praça minha mãe e eu.

 

35. Separe e classifique o sujeito:

a. Todos esperaram o grande dia!

b. Os alunos da USP voltaram às aulas, depois da greve.

c. Ruas calmas e vazias sorriam no sábado.

d. Sabem das coisas aqueles experientes garotos da África.

e. Haverá mudanças radicais por aqui.

f. Trataram os pacientes com todo o carinho naquele hospital.

g. São Paulo e Grêmio disputarão a final.

h. Resolveram os problemas os alunos e a professora.

i. Naquele ano, houve várias manifestações em SP.

j. Desconfia-se de pessoas misteriosas.

k. Tocaram a campainha lá fora.

l. Vive-se bem na Noruega.

m. Choveu demais ontem.

n. A chuva ontem foi torrencial.

o. Foi pichado o muro principal da escola.

p. Nevará muito neste ano, segundo as previsões.

q. São dez horas já?

36. Separe e classifique o sujeito e o predicado . Circule o(s) núcleo(s):

a. Narrativas de aventura são sempre interessantes!

b. Plantaram uma árvore florida em frente de casa.

c. A leitura das imagens antecipa o estudo do texto.

d. Estávamos esperançosos com os novos dias.

e. Depois do acontecido, os alunos permaneceram sentados.

f. A chuva atrapalhou nossos planos.

g. Sua risada parece uma música em meus ouvidos!

h. Descobriram o tesouro o cientista e seu filho.

i. Haverá reunião amanhã?

j. Como você anda distraída!

k. Ocorreram fatos desagradáveis durante o seminário.

l. Houve fatos desagradáveis durante o seminário.

m. Mandaram arrancar os trilhos da ferrovia.

n. Trovejou muito.

o. Os trovões foram fortes.

p. Os alunos ficaram confiantes na prova.

q. O ferreiro ajustou a peça ao móvel.

r. Existe um povo carente de esperanças.

s. "Da chaminé da usina subiam para o céu nuvens de funaça".

t. "A raça humana é uma semana do trabalho de Deus".

u. "A cara parecia uma perna".

v. "As águias e os astros amam esta região".

w. "Ao fundo, as pedrinhas claras pareciam tesouros abandonados".

x. Fazia um calor tremendo naquela tarde.

y. "Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heroico o brado retumbante".

z. Falava-se muito sobre a aventura daquela manhã.

37. GRIFE E CLASSIFIQUE O VERBO E SEUS COMPLEMENTOS:

a) Observamos com atenção a imagem.

b) Uma flor nasceu na calçada.

c) Os jornais noticiaram a reeleição.

d) Não confie em pessoas misteriosas.

e) Um bem-te-vi apareceu na janela.

f) Os filhos necessitavam de uma boa educação.

g) Os eleitores apanharam panfletos na rua.

h) O sorvete derreteu no copinho.

i) Sempre discordei de você.

j) Seu olhar inspirou meu dia.

 

38. Separe e classifique o sujeito e o predicado. Grife e classifique os verbos e seus complementos. Circule os núcleos.

a. As faculdades do Nordeste formam bons profissionais.

b. É novo este lápis?

c) Os sinos silenciaram naquele dia tenso.

d) Havia uma multidão agitada por ali.

e) Mexeram na bolsa dela.

f) Suas lágrimas pareciam enxurrada.

g) Entendo completamente sua dor.

h) A felicidade daquelas crianças dependia da ajuda dos empresários.

i) Apareceram sujeitos estranhos por aqui.

j) Pais e mães preocupados exigem boas atitudes dos filhos.

TESTES DE ANÁLISE SINTÁTICA

39. (TJ-SP)

“Não quero aparelhos
para navegar.
Ando naufragado,
Ando sem destino.
Pelo voo dos pássaros
Quero me guiar...”
(Jorge de Lima)

Os verbos destacados no poema classificam-se, quanto à predicação, como:

a) transitivo indireto – verbo de ligação
b) transitivo indireto – intransitivo
c) transitivo direto – intransitivo
d) transitivo direto – verbo de ligação
e) transitivo direto e indireto – transitivo direto

 

40.  (CESCEM-SP) Os pássaros voam na mata.

a) verbo de ligação;                 

b) verbo transitivo direto;
c) verbo transitivo indireto;        

d) verbo intransitivo;
e) nenhum dos citados.

 

41. (Medicina Itajubá-MG) Todas as orações apresentam verbo de ligação, exceto:

a) Camilo saiu desesperado da biblioteca.
b) Juliana ficou pensativa ao lado da irmã.
c) Orestes continuava firme no seu propósito.
d) Jairo permanece calado no meio da gritaria.
e) Cézar parecia um rapaz entre seus coleguinhas.
 
42.  (UFRJ-Letras) A classificação sintática de NADA, no trecho abaixo, é:
"Reflexionou muito sem adiantar nada." (Machado de Assis)
a) sujeito;                             
b) objeto direto;  
c) pronome indefinido;               
d) predicativo do sujeito.
 
43. (UF-PR) Qual a oração sem sujeito?

a) Falaram mal de você.
b) Ninguém se apresentou.
c) Precisa-se de professores
d) A noite estava agradável.
e) Vai haver um campeonato.

44. (MACK) Em “E quando o brotinho lhe telefonou, dias depois, comunicando que estudava o modernismo, e dentro do modernismo sua obra, para que o professor lhe sugerira contato pessoal com o autor, ficou assanhadíssimo e paternal a um tempo”, os verbos assinalados são, respectivamente:

a) transitivo direto, transitivo indireto, de ligação, transitivo direto e indireto
b) transitivo direto e indireto, transitivo direto, transitivo indireto, de ligação
c) transitivo indireto, transitivo direto e indireto, transitivo direto, de ligação
d) transitivo indireto, transitivo direto, transitivo direto e indireto, de ligação
e) transitivo indireto, transitivo direto e indireto, de ligação, transitivo direto

 
45.  (PUC)- Em:
  1. “… principiou a segunda volta do terço.”;
  2. “Carrocinhas de padeiro derrapavam nos paralelepípedos.”;
  3. “Passavam cestas para o Largo do Arouche.”;
  4. Garoava na madrugada roxa.”

Os verbos são, respectivamente:

a) transitivo direto, transitivo indireto, transitivo direto, intransitivo
b) intransitivo, transitivo indireto, transitivo direto, intransitivo
c) transitivo direto, intransitivo, transitivo direto, intransitivo
d) transitivo direto, intransitivo, intransitivo, intransitivo-impessoal
e) transitivo indireto, intransitivo, transitivo indireto, transitivo indireto


46.  (UNIRIO) Em “Na mocidade, muitas coisas lhe haviam acontecido”, temos oração:

a) sem sujeito
b) com sujeito simples e claro
c) com sujeito oculto
d) com sujeito composto
e) com sujeito indeterminado

47.  (FCMSC-SP) Observe as orações seguintes:1. Dizem por aí tantas coisas…2. Nesta faculdade acolhem muito bem os alunos.3. Obedece-se aos mestres.O sujeito está indeterminado:

a) somente na 1
c) na 3 somente
b) na 2 somente
d) em duas delas somente
e) nas três orações

48. Na oração: “Foram chamados às pressas todos os vaqueiros da fazenda vizinha”, o núcleo do sujeito é:

a) todos;
b) fazenda;
c) vizinha;
d) vaqueiros;
e) pressas.

 

49. Assinale a alternativa em que o sujeito está incorretamente classificado:

a) Chegaram, de manhã, o mensageiro e o guia (sujeito composto);
b) Fala-se muito neste assunto (sujeito indeterminado);
c) Vai fazer frio à noite (sujeito inexistente);
d) Haverá oportunidade para todos (sujeito inexistente);
e) Não existem flores no vaso (sujeito inexistente).
 
50. Marque a oração em que o termo destacado é sujeito:
a) Houve muitas brigas no jogo;
b) Ia haver mortes, se a polícia não interviesse;
c) Faz dois anos que há bons espetáculos;
d) Existem muitas pessoas desonestas;
e) Há muitas pessoas desonestas.
 
51. Considere a frase: “Ele andava triste, porque não encontrava a companheira”, os verbos grifados são respectivamente:

a) transitivo direto - de ligação;
b) de ligação - intransitivo;
c) de ligação - transitivo - indireto;
d) transitivo direto - transitivo indireto;
e) de ligação - transitivo direto.
 

52. Classifique os termos grifados na pág. 244 em SUJEITO OU OD.

53. Analise a seguinte oração: HAVERÁ MUDANÇAS EM BREVE.

a) Classifique o sujeito.

b) Justifique o item a.

c) Qual a regra principal de concordância verbal?

d) Então, por que o verbo está no singular, na oração?

e) Reescreva a oração, trocando haver por EXISTIR.

f) Qual o sujeito agora?

g) O verbo se flexionou no plural? Por quê?

 

54. Reescreva as orações flexionando os termos destacados no plural. Flexione o verbo, se necessário:

a) Ocorreu desastre. 

b) Houve desastre.

c) Existiu desastre.

d) Haverá greve amanhã?

e) Existirá greve amanhã?

 

 

 

Depressão não é tristeza?

A teoria tradicional diz que a depressão é uma deficiência de serotonina – um neurotransmissor relacionado a funções como o humor, o sono e o apetite – e, para combatê-la, tudo o que os antidepressivos fazem é aumentar a quantidade dessa substância no cérebro. Mas duas questões nessa teoria intrigam os cientistas há algum tempo. A primeira é que, pouco depois de tomar esses remédios, o cérebro já está cheio de serotonina e, no entanto, nada acontece. O segundo é que os efeitos esperados só vão aparecer um mês depois. Um mês é exatamente o tempo que o cérebro leva para produzir novos neurônios e fazê-los funcionar. Foi daí que se suspeitou que existe uma relação entre a depressão e a queda na produção de novas células no cérebro.

Outros indícios reforçaram a hipótese: o estresse – um dos principais fatores que desencadeiam a depressão – também inibe a neurogênese, como se o cérebro estivesse mais preocupado em sobreviver ao fator estressante que em produzir neurônios para o futuro. Mas a primeira evidência concreta veio em 2000, quando cientistas americanos mostraram que os principais tratamentos antidepressivos aumentam a neurogênese em ratos adultos. No ano seguinte, percebeu-se também que bloquear o nascimento de neurônios em ratos tornava ineficazes os antidepressivos. Agora a esperança é encontrar uma forma de estimular a neurogênese e, com isso, aliviar a depressão. Ao que indicam esses estudos, essa doença pode não ser só um estado de tristeza, mas, sim, o efeito da falta de neurônios novos e da consequente perda da habilidade de se adaptar a mudanças. (SUPERINTERESSNATE. São Paulo: Abril, v. 229. ago. 2006.p.50.)

 

Responda:

1) Com que intenção foi publicado o texto que você acabou de ler?

2) O que vem a ser um antidepressivo?

3) O texto "Depressão não é tristeza?" é classificado como texto de divulgação científica. Como o próprio nome indica, esse tipo de texto é usado para transmitir ao público em geral, em linguagem acessível, informações, descobertas e novidades científicas. Mesmo assim, nesse tipo de texto acabam sendo empregadas palavras específicas da área de conhecimento abordada. Indique alguns desses termos e informe a que área do conhecimento eles fazem referência.

4) Um leitor comum talvez não saiba o significado da palavra "serotonina". Que recurso o autor usou para que o leitor entendesse o texto, mesmo não sabendo o significado dessa palavra?

5) Nos textos, substantivos podem ser retomados por pronomes ou por outro substantivo com o qual guarda alguma relação de sentido. Nos trechos a seguir, indique a que substantivos referem-se os termos destacados:

a) "...os antidepressivos fazem é aumentar a quantidade dessa substância no cérebro."

b) "...A primeira é que, pouco depois de tomar esses remédios, o cérebro já está cheio de serotonina..."

c) "Um mês é exatamente o tempo que o cérebro leva para produzir novos neurônios e fazê-losfuncionar."

d) "...para combatê-la, tudo o que os antidepressivos fazem é aumentar a quantidade dessasubstância no cérebro."

6) Observe os termos destacados nos trechos a seguir:

"...tudo o que os antidepressivos fazem é aumentar a quantidade dessa substância no cérebro."

"...cientistas americanos mostraram que os principais tratamentos antidepressivos aumentam a neurogênese em ratos adultos."

A que classe gramatical pertencem as palavras destacadas?

Observando o modelo em questão, indique a relação semântica estabelecida pelas preposições expressas nas orações que seguem:

Amanhã iremos a Brasília.

Relação semântica de lugar.

a – Voltaremos à tarde do passeio.
b – Ela só sai com os amigos.
c – Em determinadas situações devemos agir com calma.
d – Viajamos para Maceió.
e - Profissionalize-se para obter sucesso na sua carreira. 
f – Por não ter se esforçado, não obteve um bom resultado. 
g – Falamos muito do acontecido durante a reunião.
h – Com as fortes chuvas ocorridas, as estradas estão em péssimas condições de tráfego.
i – O cão morreu de fome.
j – O avião sobrevoou sobre a cidade por um bom tempo.
l – O portão foi todo pintado a pincel.
m – Ele foi conduzido a socos para prestar depoimento.

CLASSIFIQUE OS ADVÉRBIOS SUBLINHADOS:

 

1.    Depois me ofereceram uma lata de comida.

2.    Eu senti que eles não iam me entender nunca.

3.    Isso está muito interessante!

4.    Embora de barriga vazia, latia  dentro.

5.    Foi assim que eu perdi um grande amigo.

6.    Eu sempre lhe dizia isso.

7.    Engoliu o bolo depressa.

8.    Imediatamente ele caiu.

9.    O bandido estava longe.

10.  Ele  nem me reconhecia.

11.  Fiz tudo muito calmamentedevagar se chega mais depressa.

12.  As ilusões andam sempre na frente e as desilusões atrás.

13.  Teu irmão partiu ontemmeio triste. Talvez não o vejas tão cedo.

14.  Uns comem pouco; outros demais.

15.  Às vezes vemos pessoas que falam bem e agem mal.

16.  A casa era muito velha, o telhado  meio torto.

17.  Como se faz para obter água bem limpa?

18.  Sentiu-se extraordinariamente forte.

19.  A cidade hoje é bom diferente do que foi outrora.

20.  A máquina trabalhava ininterruptamente.

21.  Vive-se bem aqui.

22.  Ele agiu corretamente.

23.  Levantou cedinho e aprontou-se bem depressa.

24.  Há coisas muito caras e pouco úteis.

25.  Ficou meio tonto com o vinho.

 

Sublinhe os advérbios das frases e diga as circunstâncias que indicam:

 

1.    Certamente, a família da viúva não era muito unida.

2.    Nunca tinham visto um crime tão engenhoso.

3.    O homem talvez não vá para o hospício, mas para uma prisão.

4.    A família provavelmente adorou o fato de ele ter ido para muito longe.

5.    O plano dele não funcionou muito bem.

6.    No dia seguinte almoçamos num restaurante e tomamos vinho; depois, num bar,  fiquei alisando ternamente suas mãos.

7.    Aos três meses de vida, passa muito bem o primeiro macaco-aranha nascido em cativeiro, proeza realizada no centro de primatologia, no RJ, único lugar do mundo onde essa espécie pode ser legalmente criada.

 

8.    A irmã ouviu o miado do gato e berrou para o Joãozinho:

     - Já disse para você deixar meu gato em paz e não puxar o rabo dele!

O menino respondeu:

- Eu só estou segurando. Quem está puxando é ele.

 

9.     Dois pescadores conversavam:

  -      Pois é, semana passada eu pesquei um lambari de dois metros, aqui mesmo neste rio.

-        Dois metros? Fantástico! Pois ontem eu vim aqui e pesquei um lampião aceso!

-        Aceso?? Não acredito!

-       Vamos fazer o seguinte: diminui o seu lambari que eu apago o meu lampião!

 

 

Amplie as frases com os advérbios pedidos:

 

1.    Isso não fica ........................... para um rapaz da sua idade.( modo)

2.    .........................chegou a hora da viagem.( tempo)

3.    Ela ...........................chorava.(negação)

4.    Eu .....................................................a conhecia.(afirmação)

5.    Houve um momento ...................................engraçado.( intensidade)

6.    Estou .....................................orgulhoso  de você.(intensidade)

7.    .........................eles esperem você.(dúvida)

8.    ..........................eles esperassem muita coisa.( dúvida)

9.    A sala dele ficava ....................................da minha.(lugar)

10.  Lutei .....................................para conseguir o que eu tenho.( intensidade)

11.  Recebeu-nos.................................................(modo)

12.  Ouviam-se sinos ..........................................( lugar)

 

Complete o texto com os advérbios abaixo:

 

       

 ali – assim – não – lá – depois -  ainda - aí

 

                         O FILHO DA MÃE

                        

                                                        Fernando Sabino

                         Ah! Aquele menino! ..........................acaba me botando maluca. E nem 11 anos tem. Pois outro dia, não foi pedir dinheiro emprestado para o gerente do banco ................... em frente? Me viu fazendo um empréstimo, achou que era só pedir e eles davam. Então foi até ............. – eu quero tirar um dinheiro ................. O gerente ..............................me contou. Quanto você precisa? Uns dois mil? Dois mil? Para que você precisa de dois mil reais? Ele disse que era para comprar uma prancha de surfe. O gerente explicou que não podia ser ...................., tinha de encher uns papéis, a mãe dele tinha de assinar. Ele coçou a cabeça, desanimado: a gorda ........... assinou. A gorda sou eu. 

 

Retire do texto:

 

* um advérbio de  tempo      * dois de lugar             * um de negação        * um de intensidade

                        

                        Em 1900, na cidade de Paris, foi oferecido um prêmio para quem se comunicasse com um extraterrestre. Como todo mundo acreditava que existia vida em Marte, não ganharia o prêmio quem se comunicasse com os marcianos, pois era fácil demais. 

Circuito fechado.jpg (223136)

Leia o texto acima. Ele conta um dia na vida de um homem. Escolha um pequeno trecho, em que apareça uma ação completa. Desenvolva esse trecho, indicando detalhes e características psicológicas do personagem de modo que o leitor entenda o que se passou com ele. Escreva o texto, utilizando a norma culta. Seja criativo e não tenha preguiça de explorar todas as possibilidades da cena com descrições. Bom trabalho!

Simulado de recuperação - 3º tri.docx (236799)

GABARITO do simulado de recuperacao do 3 tri.docx (17006)

Queridos alunos, acima há um simulado da Prova de Recuperação e seu respectivo gabarito. Façam a prova e depois confiram os resultados. Qualquer dúvida, estou à disposição no plantão. Beijos! Cris.

EXERCÍCIOS SOBRE VERBOS NO MODO IMPERATIVO 

NÃO ESQUECER: O modo imperativo é usado na gramática para dar comandos, ordens, fazer um pedido, um convite ou dar um conselho. Muito usado em propagandas e mensagens publicitárias, o modo imperativo tem por objetivo induzir o indivíduo a uma ação. O imperativo não admite a primeira pessoa do singular. Ele pode aparecer de duas formas: imperativo afirmativo e imperativo negativo. 

 

1. Nas frases abaixo, identifique o verbo no modo imperativo, classificando-o em imperativo afirmativo ou imperativo negativo. Diga, também, em que pessoa o verbo está conjugado: 

a) Bom dia! Levante, seu dorminhoco. O sol já está alto! 

b) Não dê as costas para a sorte! 

c) Venha escolher o livro que quiser! 

d) Dança! Exercitar-se faz bem à saúde e ao coração. 

e) “Estudem para a prova, alunos!” 

f) Por favor, faze silêncio! 

g) Não escutes música tão alto! 

h) Não escute música tão alto! 

i) Saia agora mesmo daí! 

j) Corram até a sala e fechem as janelas. 

2. Conjugue os verbos entre parênteses na 2ª pessoa do singular:

 __________ (bater) os ovos com o açúcar, óleo, achocolatado e farinha, depois ____________ (adicionar) a água quente e por último o fermento em pó. __________ (assar) em forno com temperatura média por 40 minutos, ___________ (desenformar) quente. Cobertura: _________ (colocar) todos os ingredientes em uma panela e __________ (levar) ao fogo até que levante fervura, ___________ (despejar) ainda quente em cima do bolo. 

3. Conjugue-os, agora, na 3ª pessoa do singular: 

__________ (bater) os ovos com o açúcar, óleo, achocolatado e farinha, depois ____________ (adicionar) a água quente e por último o fermento em pó. __________ (assar) em forno com temperatura média por 40 minutos, ___________ (desenformar) quente. Cobertura: _________ (colocar) todos os ingredientes em uma panela e __________ (levar) ao fogo até que levante fervura, ___________ (despejar) ainda quente em cima do bolo 

4. Use I para Modo Indicativo, II para Modo Subjuntivo e III para Modo Imperativo: 

a) Espere ( ) um pouco, garoto. 

b) Queres ( ) que eu volte ( ) logo? 

c) Gostaria ( ) de que todos fossem ( ) felizes. 

d) Devolvam ( ) tudo, nós lhes suplicamos. ( ) 

e) Quando estiverdes ( ) com ele, resolvereis ( ) isso. 

f) Não sejam ( ) teimosos! 

5. Destaque as formas verbais das frases abaixo, indicando-lhes as flexões: 

a) Colhíamos as flores sempre à tardinha. 

b) Por que ficaste pouco na festa? 

c) Não tenhais medo. 

d) Torço para que os jovens fujam das drogas. 

e) Era certo que não defenderiam injustiças. 

f) Quando partires, ficaremos com saudade.

g) Regresse logo, por favor. 

6 . Reescreva as frases, mudando os verbos, todos no imperativo, para a 2ª pessoa do singular e para a 3ª pessoa do plural: 

a) Ouça meus conselhos. 

b) Fique atrás de seus pais. 

c) Vá logo. 

d) Faça silêncio. 

e) Creia em Deus. 

f) Dê atenção a todos. 

7. Preencha as lacunas com as formas verbais indicadas entre parênteses: 

a ) Nós sempre ______________________ que ele voltaria. (saber – pret. mais--que-perf. simples ind.) 

b) As crianças ______________________ devagar. (ler – pres. ind.)

c) Ela ______________________ por notícias tuas. (ansiar – pres. ind.) 

d) Nós _______________todas as tardes, mas elas não_________________. (passear – pres. do ind.) 

f) Quem ______________________ os livros para mim? (trazer – fut. pres.) 

g) Ele ______________________ pôr o vaso na janela? (poder– pret. perf. ind.) 

h) Se __________________ , irei contigo. (querer – fut. subj.) 

8. Complete com o verbo FALAR, no imperativo afirmativo: 

a) Quando precisar, ______________________ comigo. 

b) Quando precisarem, ___________________ comigo. 

c) Quando precisardes, ___________________ comigo. 

d) Quando precisares, ____________________ comigo. 

9. Complete com as formas adequadas dos verbos entre parênteses: 

a) Se chegasses mais cedo, a cena. (ver) 

b) É preciso que as crianças ____________ o desafio. (vencer) 

c) Quando nós ______________ as cartas no correio, avisaremos. (pôr) 

10. Reescreva as frases usando o imperativo afirmativo: 

Ex: Sairei mais cedo hoje. Saia mais cedo hoje. 

a)Terminarei a pintura logo. ____________________________________________________ 

b)Farei uma propaganda interessante. ____________________________________________ 

c)Trarei os doces e as bebidas. _________________________________________________ 

d)Falarei com ele. ____________________________________________________________ 

11. Reescreva as frases no imperativo negativo: 

a)Viaja imediatamente! _______________________________________________________ 

b)Viajem agora! _____________________________________________________________ 

c)Volte Cedo! _______________________________________________________________ 

d)Volta Cedo! _______________________________________________________________ 

e)Diga a verdade! ____________________________________________________________ 

f)Dize a verdade! ____________________________________________________________ 

g)Liga o rádio! _______________________________________________________________