Gabarito da Prova Parcial (2o tri)

1. a) O eu lírico prefere o ato de brincar.

b) Segundo o eu lírico, namorar só dá problema; ele também não gosta de ficar de mãos dadas com alguém enquanto seus amigos jogam bola. Ele gosta mesmo é de brincar.

c) Sim. O sentido seria mudado, uma vez que, nesse caso, a namorada só gostaria de ficar de mãos dadas no recreio e o garoto teria que ficar de conversa e de passeio. 

2. a) A ação realizada pelo sujeito é a de contemplar o lago e quem a realiza é o eu lírico.

b) Os verbos são: " penso", " sinto", " desejo", " fiz" .

c) A figura de linguagem predominante é a personificação à medida que o lago e a água ganham atributos de um ser humano. O lago nada "diz" ao eu lírico e a água está "adormecida".

3. a) O poema tambem se organiza em versos e estrofes, características típicas da poesa convencional.

b) Para demonstrar o efeito da bebida no homem, o autor escreve o versos com as letras caindo. Também as letras se apresentam em formato de círculo quando é pra dizer como o homem vê as casas por onde passa depois da bebida.

c) Com o efeito da bebida, as casas ficam rodando a sua frente como se fossem pessoas andando numa procissão que não acaba nunca.

4. a) O texto deve abordar as diferentes temperaturas da região do deserto.

b) O verbo " esquecer"  é regular e "poder" é irregular.

c) O verbo está conjugado na 3a pessoa e indica uma proximidade com o leitor, já que o autor lhe trata como "você" 

d) O verbo irregular é o " poder", e ele é irregular porque não segue o padrão de conjugação dos demais verbos (regulares).

e) Uma figura de linguagem presente no trecho acima é a hipérbole, quando o autor diz: " Esqueça o calor insuportável". Sabe-se que o calor é muito forte, mas não é exatamente "insuportável".

5. 

1. puder

2. tiver

3. mantiverem

4. disserem

5. trouxer

 

6.

1. vi

2. vir

3. refizeram

4. trouxeres

5. formos

 

7. a) Um dos ratos, na intenção de falar algo romântico para sua companheira, diz uma série de palavras bonitas, mas que nem ele mesmo entende.

b) O ratinho usa a metáfora, que consiste numa comparação implícita, quando ele compara o seu amor a uma caravana de rosas.

 

8. 2/1/5/3/4

9. c

10. A alternativa correta é a b. A primeira está incorreta porque o verbo deveria estar acentuado já que o sujeito está no plural. A última está incorreta porque essa forma verbal não recebe mais acento circunflexo.

11. c

A primeira recebe acente porque é uma oxítona terminada em "em"; a segunda, porque é uma oxítona terminada no ditongo aberto "éis"; a terceira porque é uma paroxítona terminada em "l" e a última porque é um monossílabo tônico terminado em "os".

12.e

 

 

Gabarito dos exercícios da p.95 (livro didático)

5. a) acertemos/acertássemos

b) visitarem/visitassem

c) precisar/precisasse

d) faça/fizesse

e) tiver/tivesse

 

6. a) Elas são diferentes dos demais colegas. Raimundo tem um olho de cada cor e a cabeça pelada; a personagem do segundo texto possui asas.

b) Eles se sentiam tristes, isolados, humilhados.

c) Pretérito perfeito do indicativo: disse, encolheu, fechou (primeiro texto) / retornou, contou (segundo texto).

Pretérito imperfeito do indicativo: havia, tinha, mangavam, gritavam, era (primeiro texto) / caminhava (segundo texto). Pretérito imperfeito do subjuntivo: deixassem (primeiro texto).

d) Os dois textos narram fatos ocorridos no passado.

e) "Há um menino ... tem o olho ... mangam dele e gritam ... É melhor que me deixem ... diz Raimundo ... Encolhe-se e fecha ..."

"No dia seguinte Menino de Asas retorna ... que se esquece ... Caminha ... Conta que nenhuma criança compareceu à aula. Ficou ..."

 

7. a) O verbo no gerúndio revela que a ação está em curso, dando ao leitor ideia de atualidade da cena.

b) Sim, pois equivale à expressão "no momento em que alisava".

 

Gabarito da Ficha de Mitologia

1. Os mitos nos ajudam a entendermos melhor a nós mesmos porque revelam informações importantes sobre a sociedade da época, seus costumes e histórias.
2. Os mitos são histórias criadas pelos gregos antigos que misturam fatos reais, deuses, heróis e seres humanos comuns.
3. O grande objetivo do mito era explicar fatos para os quais a ciência ainda não tinha encontrado explicação.
4. Deuses são seres imortais, moradores do Olimpo, que têm habilidades sobrenaturais. Já os heróis são homens que conseguem realizar feitos extraordinários, que os colocam num patamar superior aos homens comuns.
5. Hércules era muito forte, determinado e corajoso.
6. A sociedade grega, assim como Hércules, era dotada de inteligência, impetuosa, forte e corajosa.
7. Esse mito tenta explicar os acessos de raiva que os seres humanos têm, e também sua capacidade para se arrepender e superar situações bem difíceis.
8. Hércules era considerado herói por sua coragem e por conseguir realizar feitos aparentemente impossíveis para seres humanos comuns. Héracles era seu nome grego e Hércules o nome romano.

Gabarito da Prova Parcial

1. Algumas características típicas do gênero Conto que podem ser destacadas nesses textos são que ambos são curtos; eles apresentam um único conflito (no primeiro caso é a falta que faz a Senhora para ele e no segundo caso é o fato de não querer que ninguém deseje sua mulher); e também têm poucas personagens (no conto "Apelo", são o narrador e a Senhora, e no texto 2 são o protagonista e sua mulher).
 
2. No primeiro conto o foco narrativo é em primeira pessoa, como se nota no trecho: "não senti falta". Já no segundo conto o foco narrativo é em terceira pessoa: "Porque os homens olhavam demais para a sua mulher".
 
3. A "última luz na varanda"  representa a esperança no narrador do retorno da mulher amada. Também pode representar a solidão, a falta de companhia do narrador ao ser deixado pela Senhora.
 
4. No primeiro texto, a Senhora é apresentada como dona de casa, uma mulher "do lar", cuja ausência só é sentida quando o narrador percebe a desorganização da casa e de suas roupas: "Não tenho botão na camisa, calço a 3 meia furada". No segundo texto, a mulher é tratada como propriedade do homem, objeto, que não poderia atrair a atenção de ninguém além dele: "Agora podia viver descansado. Ninguém a olhava duas vezes."
 
5. O título do segundo conto está adequado pois, no texto, o foco está no protagonista que faz de tudo para que sua mulher não seja notada e desejada por outros homens.
 
6. "ninguém": pronome indefinido
"a": pronome pessoal
"olhava": verbo
"duas": numeral
"vezes": substantivo
"homem": substantivo
"nenhum": pronome indefinido
"se": pronome pessoal
"interessava": verbo
"por": preposição
"ela": pronome pessoal
 
7. a) A intenção do autor com a inversão seria enfatizar os lugares de onde foram retirados os objetos.
b) As preposições presentes no texto são: "Dos", que indica lugar; "de", que indica matéria; e "da", que indica lugar. No primeiro e último casos, há o fenômeno que chamamos de contração, em que a preposição se funde ao artigo definido.
 
8. a) O humor da tirinha consiste na quebra de expecativa, quando se espera que a mulher esteja se consultando com um terapeuta (psicólogo) em um divã, mas na verdade está falando com um desconhecido no ponto de ônibus.
 
b) c
 
9. "Não conversamos sobre política": assunto
"Esse brinco é da minha irmã": posse
"Juntei dinheiro para viajar": finalidade
"Esse brinco é de ouro?": matéria
"Ele passou mal de tanto comer": causa
"Eu sou de Minas Gerais": origem
"Vou sair com minha tia": companhia
"Ele se cortou com a tesoura": instrumento
"Vou ao shopping": lugar
"Viajaremos em dois dias": tempo 
 
10. 1e   2d   3c   4b   5a
 
11. d
 
12. a) Na tira acima, existe, sim, uma quebra de expectativa à medida que se espera que o Garfield continue falando sobre assuntos mais sérios, mas ele acaba falando sobre comida.
b) Os substantivos que representam, para o Garfield, os conceitos de "bem" e "mal" são: "pão-de-queijo" e "dietas".
c) As ocorrências de substantivação estão em: "o certo e o errado" (os adjetivos viram substantivos por meio dos artigos) e "o bem e o mal" (os advérbios viram substantivos).
 
13. Nos exemplos acima, percebe-se a alteração de sentido nos casos em que aparece a palavra "cabeça". Na primeira frase, o termo é acompanhado do artigo "o" e significa "líder", "chefe". No segundo caso, a "cabeça" se refere à memória, mente; e no terceiro caso se refere à parte do corpo humano.